quinta-feira, 1 de maio de 2008

1 de Maio

Não, não vou falar do dia do trabalhador.
Embora reconheça que seja um dia importante, de momento não me diz nada.

Quero apenas marcar este dia como aquele em que finalmente deixei de ser bolseiro de investigação e passei a ser "o equivalente" a investigador auxiliar (Ciência 2007).
Financeiramente, e como dizem alguns amigos meus, deixei de apenas sugar o dinheiro dos contribuintes e passei eu também a contribuir.

O que muda?
Em Portugal, só mesmo o vencimento. Penso que farei mais ou menos aquilo que fazia.
A grande mudança será mesmo a situação Canadá (Montréal) ficar encerrada, pelo menos em termos da frequência e no tempo das minhas possíveis futuras estadias lá.
Para mim isso é que me está a custar imenso.
Não me consigo imaginar sem o sem número de coisas/situações a que me fui habituando nos últimos três anos. Foi sempre difícil deixar a família e os amigos, mas tudo aquilo que vivi lá - trabalho, experiência de vida, o estar unicamente dependente de mim, tudo - fez-me crescer bastante e em muitos aspectos ver muita coisa noutra perspectiva. 

Quero muito voltar para lá, quiça de vez, mas até lá só me resta mesmo aproveitar tudo aquilo de melhor que tenho cá. E tenho realmente muita coisa. :)


7 comentários:

TrekMan disse...

Vai mas é aproveitando para pensares no Transiberiano que temos que avançar...
Quanto ao resto, bom, só me ocorre... bem vindo ao funcionalismo público! LOL

A colega "metralha" disse...

Bom sempre te posso recomendar uma sandes de queijo em pão de leite!! ;)

Deixando de brincadeiras, eu diria que tu tiveste o teu "despertar", em Montreal. Agora o difícil está em manteres-te de "olhos" abertos.

Um conselho de amiga, vive um dia de cada vez, vive-o intensamente, aproveita todos os pequenos bons momentos e agradece, sempre, por tudo o que te é permitido ter. Vais ver que descobres que afinal, o aqui, o agora, também pode ser tão absorvente, como o passado pelo qual tanto suspiras. Foi uma boa experiência, fez-te crescer, recorda-o como tal e segue em frente. Como sempre te digo, por vezes o destino prega-nos algumas boas partidas! Nunca se sabe o que virá ;)

Beijos

Miguel disse...

Todas as mudanças fazem parte do nosso crescimento.
Mig

Anónimo disse...

Eh pa Joao, a vida esta sempre a mudar, da mesma forma que apareceu a cena do Canada pode surgir outro projecto do género. Além disso, hoje em dia nada é definitivo. Não deixes de pensar mais alto, nem penses que estás preso ou q estás impedido de realizar os teus projectos só pq neste momento estás como investigador auxiliar, nem deixes de sonhar com o Canadá!

E muito menos não penses que vais ficar como os FP que se andam a arrastar pelos corredores! Não te preocupes, mais dia menos dia surge algo interessante, mas também tens q fazer por isso e procurar e arriscar!

P.

João disse...

Trek: Temos mesmo de avançar com isso. Olha n te esqueças da Season 3 ;). Em relaç\ao ao funcionalismo público... veremos.

colega: Pois nunca se sabe. Veremos :). Não comento a sandes de queije em pão de leite LOLOLOL.

Mig: Ou então não....!!! Falamos daqui a uns tempos.

P: Obrigado pelo apoio. Abc

Hydrargirum disse...

Do primo que te compreende tão bem...em relação à saudade..à maturidade e experiência de vida adquiridas...e tanto me identifico com o que escreveste que tive de regressar à base...

Aproveita agora esta nova recta da tua vida...at least aproveita a estabilidade que é tanto o que se deseja hoje...

Do teu primo back in the UK:)
Abc:)

João disse...

Olá primo. :).
Back in Uk?
O que eu gostava de dizer tb back in Montréal.
Abc