segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Voltei

Voltei.
Sim voltei e já me ia embora outra vez.
Este tempo a isso o convida .
Mas levemos as coisas com calma.
Duas boas noticias entretanto chegaram....
O meu projecto FCT foi financiado. Vou ter uns cobres para andar a brincar aos cientistas :).


Outra. Chegou finalmente a minha ultima paixão tecnológica. É o máximo.

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Montréal

Descobri num blog de um amigo do Canadá pelo menos mais três videos sobre a cidade.
Meu Deus que saudades.
Adivinhem onde vou a seguir e asap?
Preciso de lá voltar.
Afinal de contas só lá estive duas vezes este ano :p.





sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Dois anos

E já vão dois anos 100 acentos.
Parece que foi ontem.
Vivia na altura em Montréal.
Agora em Lisboa.
Pelo menos outros dois anos virão.

quinta-feira, 13 de agosto de 2009

Hit the Road....

Para além de gostar da música hoje é o que me apetece dizer a uns(umas) quantos(as).

Hit the road .... and don't you came back no more !!!

quarta-feira, 12 de agosto de 2009

segunda-feira, 10 de agosto de 2009

Islândia #9 - Epílogo

Como é dito no portal do turismo Islandês, a Islândia está ainda em formação.
Esse facto pôde ser comprovado ao longo da minha estadia no país.
País com uma beleza natural impressionante, eu diria que é uma Suiça sem árvores mas com vulcanismos activo.
Para quem esteja numa de ecoturismo ou turismo de mochila às costas, então a Islândia é a não perder mesmo.
Basta levar uma mochila com roupa quente e uma boa tenda e temos umas férias em grande.
Não esquecer da carteira recheada de preferência em euros. Lá paga-se tudo. Mesmo acampando no meio do nada mas tendo uma casa de montanha para apoio...paga-se. Nas de onde estivemos pagava-se 900 ISK por noite (cerca de 4€). Se quisermos um banho quente (quando há) junte-se mais 400 ISK. Depois há que carregar com a comida às costas que também não é barata. Mas para este tipo de férias vale a pena.
Reykjavik foi a única cidade onde estive. Pequena e acolhedora. Também muito dispendiosa. Vê-se depressa.
Finalmente há que contar com o transporte. Caro...muito caro. Isto porque só as companhias Iceland Air e Iceland Express voam para lá. A exclusividade tem destas coisas. A isto há a juntar os dias eternos de verão e as noites de inverno.
O meu saldo é positivo. Está visto.
Não sei lá voltarei. Não me importarei. Mas desta que seja em trabalho ;).

sexta-feira, 7 de agosto de 2009

Islândia #8 - Terra de Água

Com tanta neve e gelo é de se esperar que exista também muita água.
E há.
Há por todo o lado.
Por todo o lado vimos rios, riachos, cascatas, pequenos e grandes lagos. Lagos em planaltos, em vales e em crateras. Pequenos canyons com rios a correr em baixo. De tudo se viu.
Alguns rios tiveram ainda de ser atravessados a pé, descalços, pois passavam pelo caminho. E a água fria fazia doer as articulações.
A paisagem não teria sido a mesma sem esta água toda.
Cratera com água
Riacho
Algas num riacho de água quente
Rio
Pequenas cascatas - Por todo o lado
Idem
Riachos cobertos de vegetação
Mais cascatas
Rio no deserto de lava
Outro rio num pequeno canyon
E mais outro
Lago no final da jornada

quinta-feira, 6 de agosto de 2009

Islândia #7 - Terra de Neve e Gelo

Islândia terra de gelo.
Esperava encontrar alguns glaciares mas não tanta neve e gelo.
E acreditem, isso tornou a caminhada mais dura.
O espectáculo é no entanto sempre brutal.
Foram os dias todos a ver mantos brancos.

Nas zonas mais baixas a neve estava nas zonas ao vento
Um glaciar que atravessamos
Pequeno glaciar com um riacho a correr por baixo
....
.....
Grande glaciar ao longe
Sempre montanhas com neve

quarta-feira, 5 de agosto de 2009

Islândia #6 - Terra de Fogo

A Islândia é também conhecida pela terra do fogo e do gelo.
E de facto fogo há por toda a parte.
A sua geologia eruptiva deve-se ao facto de a ilha se situar na Dorsal Média Atlântica numa zona onde colidem as placas euroásia e pacifica e como tal de muita actividade sismica e vulcânica.
A ilha é recente e o vulcanismo na ilha é muito activo.
Podemos comprovar isso ao longo de todos os dias de marcha.
De todo lado surgiam fumarolas, erupções de gases vulcânicos e o cheiro a enxofre em algumas zonas era uma cosntante.
Apesar de termos algum respeito por esta actividade não podemos deixar de admirar esta prova de como o nosso planeta está bem vivo, geologicamente falando.

Fumarolas por toda a parte
Idem
Idem
Saiem assim do nada
Água a ferver

video

terça-feira, 4 de agosto de 2009

Islândia #5 - As Highlands

A caminhada de cerca de 60km pelas "Iceland Highlands" começou logo na 3ª feira de manhã.
Não vou descrever exaustivamente o que se passava no dia-a-dia.
A rotina era levantar de manhã, pequeno almoço, desmontar tendas e partir. Ao final do dia quando chegavamos aos abrigos de montanha era montar tudo de novo, jantar e gozar a noite que na verdade não existia.
Como imagens falam melhor que mil palavras deixo apenas fotos.

Um dos abrigos de montanha

A 1ª subida
Corrente de lava - Campo base ao fundo
...
Olhei para cima e vi-as a passar :)
Vegetação característica
Cratera vulcânica com água
Aspecto em volta
Idem
Deserto de lava e cinza do 3º dia
Idem
Pequeno canyon
Quase no final da jornada (6ª feira) As famosas árvores da Islândia

segunda-feira, 3 de agosto de 2009

Islândia #4 - A Partida

Na segunda-feira ao final da manhã saimos do alojamento num autocarro que nos ia levar aquilo que chamo o "Campo Base" de onde iamos partir para 5 dias de caminhada.
Foram horas infindáveis de transporte por montes e vales na verdadeira acessão da palavra. Passavamos também por pequenas cascatas, geisers, desertos de lava etc.
O campo base era muito acolhedor (tiando umas chatas de umas moscas). Verde, com uma hot spring ao pé e com algumas infraestrutiras que se pagavam a peso de ouro. Por exemplo, um banho quente (e se estava frio) eram 400 ISK (pouco mais de 2€) e tinhamos 5 minutos para o tomar.
Chegados e tenda montada fomos dar uma volta pelas redondezas e subir a uma montanha perto (1400m) com uns autriacos que nos iam acompanhar. Pareciam cabras dos montes a subir aquilo.
Depois foi o jantar e cama (saco-cama). No outro dia sería a partida bem cedo. E que prometia ser bem dura.
Aspecto do "Campo Base"
Riacho que saia de uma Hot Spring
Hot spring
A paisagem circundante
Outro rio que passava perto Aspecto do Campo