domingo, 6 de abril de 2008

Season 3 - Episódio 9

Ai. Qanuikiit?
Qanuingitunga.

Tradução: Olá como estão? Eu estou bem :p.
Tal como o meu francês, o meu Inuktituk (lingua inuit) vai de vento em pôpa :).

Ontem depois de jantar e antes da excitação da aurora boreal fomos ao bar da vila.
Iam transmitir na TV o jogo de hockey no gelo (confesso que estou a ficar fã de hockey) entre os Canadians de Montréal e os Maple Leaf de Toronto (Montréal 3 - Toronto 1).
Claro que todos torciamos pelos Canadians.

Falemos do bar. Surreal. 80% dos presentes eram mulheres Inuit e Cree (outros habitantes daqui mas mais parecidos com índios). Desses 80%, cerca de 75% deveriam ter idades compreendidas entre os 40 e os 80. Carregavam latas de cerveja de mesa em mesa, bêbadas que nem cachos. Gritavam. Um ou uma estatelou-se no chão enquanto toda a gente gritava ohhhhh (caiu atrás de um balcão daí eu não saber o sexo). Outra gritava e apontava para o nosso grupo dizendo várias vezes "they are here for money". Outra mais idosa passou por mim duas vezes e olhando-me nos olhos disse "fuck you".  Eu nem percebia o que ela dizia. Indiscritível.

Mais tarde uma inuit simpatiquissima de 50 anos chamada Emily carregando ora cerveja ora Smirnoff ice sentou-se à mesa connosco. Perdida de bêbada perguntou várias vezes os nossos nomes e várias vezes disse que se chamava Emily. Dizia ainda que tinha caido e batido com a cabeça quando era nova na escola em Churchill. Daí,  por vezes andar meio passada.
Apesar de tudo era aquilo que nós chamamos "uma querida". Falou-nos da vida aqui, das dificuldades. De como as coisas se tornaram mais fáceis com o chegar da água canalizada este ano. Falou ainda que eles já começam a sentir os efeitos do aquecimento global. Dizia ela que o inverno este ano não tinha sido muito frio (chissa fará se fosse). Disse também que estão a aparecer animais aqui que geralmente só eram vistos muito mais a norte. Não à dúvida, o aquecimento global está aí. Finalmente ensinou-nos uma canção inuit que é cantada a dois e só com sons de garganta. Muito giro mesmo. Valeu a pena o bar só para ter conhecido a Emily (e pela vitória dos Canadians).

No bar foi onde eu, até agora, estive mais perto de um urso polar :).



P.S. Entretanto criei o email do blog (100acentos@gmail.com). Não me perguntem porquê nem para quê. Mas também tenho de me entreter com alguma coisa nas horas mortas em que me dedico ao aquecimento do corpo e mente :).

6 comentários:

SCS disse...

Em Roma, sê romano.

Aprende com os Inuit e bebe para aquecer. Ou achas que eles se habituaram ao frio num instantinho!?

Olha, era uma terra boa para mim.
E aposto que o Gattaca se integrava sem problemas!!
Iam ver o que era Festa!!!
Gente louca, descontextualizada e que bebe uns copos!

Tu estás é no Paraíso!!!!
Se fosse eu, não voltava.
S.

Mikael disse...

Olá :)

Isso é que foi animação. Se por estes lados um bar com muitos homens é facilmente apelidado de festa da mangueira então o que poderemos chamar a um bar cheio de mulheres Inuit (aprendi à bocado que o singular de Inuit é Inuk, sempre a aprender), cá para mim era festa da morsa, isto se as morsas bebessem álcool. (Quem parece que já bebeu fui eu, mas juro que não :P)

Fiquei absolutamente fascinado pelos encontros, praticamente, de 3º grau com a senhoras que gritava "they are here for money" e com a outra que, à sua maneira, me parece que te estava a desejar uma boa noite. É que com o frio nunca se sabe... lol

Piadolas (parvas) à parte, não achei muita piada ao urso polar, então aquela linguazinha de fora... bem, nem te digo. Mas o encontro com a Emily deve ter sido mesmo interessante, pelo menos deu para ter uma conversa interessante :)

Abraço (e desculpa o coemntário desconexo...)

Hydrargirum disse...

Ai. Qanuikiit?

(isto é que é imaginação...e savoir faire...!Ah pois!)


Ai "bar da vila"...soou-me tão a taberna da aldeia...não havia Inuitas a jogar à Sueca?:))))

Meu Deus do céu...essa descrição no bar...parece coisa do Indiana Jones, que entre num tasco qualquer num país que nunca ninguém ouviu falar...e depois dá nisso...

Mas a noite foi giríssima...all in all!

E fico mto contente, que tenhas fotografado um pré-urso polar para mim...(Espero que de facto fosse esse o motivo, senão acabei de passar uma vergonha!)

:) Abc primo!

Projetor disse...

Hello. This post is likeable, and your blog is very interesting, congratulations :-). I will add in my blogroll =). If possible gives a last there on my blog, it is about the Projetores, I hope you enjoy. The address is http://projetor-brasil.blogspot.com. A hug.

Anónimo disse...

QUE MOCA!!!

Bjs
Ass: estagiária

João disse...

SCS: viver aqui não. Dava em louco. Beijos.

Mikael: LOL gostei da festa da morsa. Devias ter visto o ar agressivo das senhoras. isto aqui é o feudo delas. Abc

Hg: Vejo que já dominar o Inuktituk. Isto é surreal mesmo. Deverias vir aqui só pelo prazer de te ver descrever Kuujjuarapik. Abc primo.

Estagiária: Moca mesmo. Sempre submeteste aquilo?